quarta-feira, 4 de maio de 2011

Cérebro da irmã de Osama foi usado para comparar DNA.

O governo dos EUA usou o DNA de Osama Bin Laden para identificar o corpo. Isso todos já sabem, mas o que é mais assustador, é que o seu DNA, foi comparado com ao de sua irmã, que morreu há vários anos de câncer no cérebro, e cujo cérebro o FBI manteve em seu salão de cérebros desde então.

O FBI manteve o cérebro dela após sua morte, na esperança de que poderia ser usado para este propósito.

Eles preservaram seu cérebro, bem como amostras de sangue e tecido para criar um perfil de DNA. 
Além disso, foi feito o reconhecimento facial, para confirmar que o homem baleado no ataque contra o complexo no Paquistão, era de fato de Bin Laden. 

O teste de DNA foi realizado no Afeganistão, e logo após o corpo de Bin Laden foi sepultado no mar.